[RESENHA] CAPITÃES DA AREIA - JORGE AMADO

fevereiro 17, 2017

 Título: Capitães da Areia
 Autor: Jorge Amado
 Editora: Companhia das Letras
 Número de Páginas: 280
 Publicação: 1937
 Classificação no Skoob5/5

''Esta obra narra a história da vida urbana de meninos pobres e infratores que moram num trapiche abandonado no areal do cais de Salvador, vivendo à margem das convenções sociais. O livro vai revelando os personagens, cada um deles com suas carências e suas ambições - do líder Pedro Bala ao religioso Pirulito, do ressentido e cruel Sem-Pernas ao aprendiz de cafetão Gato, do sensato Professor ao rústico sertanejo Volta Seca.''




 Jorge Amado nasceu na Bahia em 10 de agosto de 1912. Filho do coronel Jorge Amado de Faria e de Eulália Leal Amado. Jorge Amado era comunista e no livro podemos ver isto.

 Capitães de Areia foi publicado no ano de 1937 (segunda fase do modernismo brasileiro), por conta de seu conteúdo, a policia do Estado Novo censurou e queimou mais de 800 cópias do livro.


“Na época, o livro foi um escândalo. Além da questão do erotismo, o ponto de vista das crianças ladras não era aceito. Jorge tem um olhar humano e as transforma em figuras humanas e não em monstros. O autor não defende o roubo, mas ele mostra porque as crianças agem assim. Elas roubam porque têm fome, porque não têm pai e mãe” - Elenca Duarte.



 Nesse livro vamos conhecer a vida dos Capitães da Areia, que são meninos (crianças) que vivem do roubo, pois necessitam para sobreviver. São meninos sem pai e mãe, meninos abandonados, meninos que procuram a felicidade. Eles moram em um Trapiche abandonado perto de uma praia na Bahia e vivem aterrorizando a população. 

 O livro foi dividido em três partes. A primeira parte SOB A LUA NUM VELHO TRAPICHE ABANDONADO apresenta os personagens e o lugar onde ocorre a história. A segunda parte NOITE DA GRANDE PAZ, DA GRANDE PAZ DOS TEUS OLHOS é focada em Dora, a primeira Capitã da Areia e o amor verdadeiro de Pedro Bala. A terceira e última parte CANÇÃO DA BAHIA, CANÇÃO DA LIBERDADE conta como as crianças ficaram depois de crescerem e virarem adultos.

 Há muito tempo queria ler esse livro, mas sempre eu dizia '' Depois eu compro''. Passando pela biblioteca da minha escola achei o livro e nem pensei, peguei o livro e comecei a ler. No decorrer do livro me aprofundei mais e mais na história dos meninos órfãos que querem uma vida melhor, não querem ir para reformatórios e sofrerem ainda mais. Jorge Amado me fez ficar triste quando o livro terminou, um dia antes de terminar o livro pensei '' Não quero que termine '' , eu queria mais, queria mais aventuras dos Capitães da Areia. O livro não trás apenas a questão politica, mas também o romance. 

 Após a leitura refleti bastante, vi que não podemos julgar uma pessoa pelo que ela faz, precisamos saber o motivo para ela fazer tal coisa. 


Personagens

 Pedro Bala é o líder e o mais respeitado do grupo. Seu pai era um grevista e foi morto em uma greve. 

 Dora é a única mulher do grupo, é conhecida como mãe pelos capitães da areia, esposa por Pedro Bala e tem um irmão chamado Zé- Fuinha. 

 Gato é o malandro e tem um caso com Dalva. 

 João Grande é forte e corajoso. 

 Sem - Pernas enganava as pessoas para ficar em suas casas e depois rouba-la.

 Professor rouba livros para ler e depois contar a história para outros capitães. Professor também aprecia muito pinturas.

 Volta Seca afilhado de cangaceiro, sonha em ser um.

 Pirulito pratica roubos mas fica com a consciência pesada, pois sabe que é pecado. Pirulito quer fazer o seminário e ser padre.

 Boa - Vida é o malando do grupo e faz sacrifícios.

 Padre José Pedro ajuda os Capitães de Areia de diversas formas.


 Beijos, e até a próxima resenha

 Por Camila Marques

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Instagram

>

Flickr Images